Como envelhecer de forma feliz e saudável

seniors laughing
Fonte: RCM Senior Living

O temor pelo envelhecimento é algo que ficou no passado, pois nos dias de hoje, além da alta expectativa de vida, os idosos têm acesso a diversas comodidades pensadas justamente para tornar suas vidas mais agradáveis e práticas. Sendo assim, leia a seguir sobre cinco sugestões científicas de como envelhecer de uma maneira ainda mais saudável e tranquila.

 

1. Exercitar a mente

O exercício da mente é muito importante para dar estímulos ao cérebro das pessoas idosas, e felizmente, isso pode ser feito de várias formas diferentes. Aqueles que gostam de jogos, por exemplo, podem reservar parte do dia para praticar palavras cruzadas, sudoku ou até mesmo jogos de cassino online como pôquer, blackjack ou caça-níqueis.

Por outro lado, os idosos que se sentem estimulados aprendendo novas habilidades podem se dedicar ao estudo de um novo idioma, pois uma pesquisa divulgada pela revista Neurology garante que essa prática atrasa o aparecimento de doenças ligadas à demência, por exemplo. Há ainda um grande benefício em ensinar sobre determinada habilidade para alguém, tendo em vista que essa atividade é capaz de melhorar a memória e as capacidades cognitivas do indivíduo.

 

2. Caminhar com frequência

yoga
Fonte: Pixabay

Praticar algum exercício físico com regularidade, especialmente um que seja capaz de deixar a respiração um pouco ofegante, é algo que traz grandes benefícios para a saúde. O ideal é tentar caminhar cerca de trinta minutos ao dia, o que já é o suficiente para melhorar a circulação de sangue e oxigênio até o cérebro, mantendo as células cerebrais saudáveis.

De acordo com estudos recentes, caminhar regularmente também retarda os sintomas de doenças como o Mal de Alzheimer. Além disso, os benefícios dessa atividade ainda incluem o controle do peso, a melhora do humor, o fortalecimento dos músculos, uma melhora na qualidade do sono e uma redução nas chances de desenvolver condições como diabetes do tipo 2 e colesterol alto.

 

3. Permanecer em contato com a família e os amigos

O sentimento de solidão não é algo positivo para os idosos, pois desencadeia doenças como depressão, ansiedade e um nível elevado de estresse. De acordo com os especialistas, os idosos que se sentem deixados de lado ainda apresentam riscos maiores em exercer atividades normais do dia a dia como subir escadas ou preparar suas próprias refeições.

Sendo assim, o mais indicado é que, ao envelhecer, os idosos não deixem de tentar fazer novas amizades e de se manterem cercados por outras pessoas, seja através de trabalhos voluntários ou ao frequentar um clube, por exemplo. Para completar, é essencial manter o contato com a família, algo que se torna mais fácil quando o idoso domina o uso de certas tecnologias que permitem a comunicação rápida entre os usuários.

 

4. Aprender a usar aplicativos que sejam úteis

couple on tablet
Kilde: HuffPost

Enquanto muitas pessoas imaginam que os aplicativos são ferramentas para o público jovem, a verdade é que existem vários deles desenvolvidos justamente para facilitar a vida das pessoas mais velhas. A seguir estão três exemplos de aplicativos indispensáveis para os idosos.

– Fall Detector – Esse é um aplicativo que detecta caso o idoso esteja a muito tempo sem utilizar o celular ou se movimentar. Quando isso acontece, um contato de emergência recebe um alerta sobre o ocorrido, e assim pode entrar em contato com o idoso para checar se está tudo bem.

– Words with Friends – É um jogo similar ao estilo de palavras cruzadas, o qual é possível desafiar os amigos e ver quem faz mais pontos. Sendo assim, é ótimo para estimular o raciocínio dos mais velhos.

– Pill Reminder Pro – É a ferramenta ideal para lembrar de tomar todos os medicamentos do dia a dia, no horário e na dosagem correta. Além de muito fácil de mexer, só é preciso registrar os remédios uma única vez, com o horário e as dosagens, para que o aplicativo envie alertas nos horários indicado.

 

5. Manter uma boa rotina de sono

É comum que as pessoas mais velhas sofram de insônia e apresentem dificuldades em dormir por várias horas ininterruptas. Entretanto, manter o relógio biológico em dia e o corpo bem descansado são fatores essenciais para um estilo de vida saudável.

Algumas dicas fundamentais para conseguir dormir melhor são: evitar a ingestão de cafeína e álcool durante a noite; manter o quarto escuro, com a televisão e outros aparelhos eletrônicos desligados; e não dormir durante o dia, mantendo no máximo um cochilo de até 20 minutos após o almoço.